Bookess
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Pesquisa personalizada

14/08/2008

Pesquisa Mitologia Nórdica

Tema centralizado no mito das Valquírias, Fenris e a deusa Freya...
Obras:

As Valquírias são as "Defensoras dos Assassinados" da mitologia nórdica, correspondendo às Erínias gregas. Mas elas não possuíam a ânsia grega de vingança do matricídio, a proteção da linhagem feminina ligada às Erínias. Mas, os nomes das Valquírias, tal como preservados em algumas histórias, retêm uma concepção das selvagens primais das Erínias, são eles: Hlokk (a Estridente), Goll (a Gritadora) e Skogul (a Violenta).
Nas batalhas que ocorriam entre os homens, um outro exército montado em cavalos alados, cavalgava pelos ares. Eram lindas mulheres loiras de olhos azuis, armadas com elmos e lanças, que estavam ali com a única função de selecionar entre os soldados mortos, os mais bravos, e levá-los a Odin, para montar seu exército. Essa era a cavalgada das valquírias.As valquírias também ajudavam a decidir quem seriam o vitoriosos em uma batalha e os cursos das guerras dos homens. Elas por vezes, serviam como mensageiras de odin, e quando cavalgavam com essa função, sua rapidez fazia suas armaduras faiscarem, e assim se formava no céu o que hoje chamamos de aurora bureau. As valquírias eram lideradas pela deusa Freya, que fizera um acordo com Odin para que parte dos soldados selecionados fossem para o castelo dela. Enquanto os outros iam para o Valhala, o salão de Odin, e passariam todos os dias treinando batalhas e todas as noites festejando junto aos deuses. Estavam sendo preparados para a grande guerra de Ragnarok
Freya era uma deusa guerreira, uma Valquíria, e também a deusa do amor sensual. Embora esta cativante deusa tinha numerosos amantes, ela era a mulher do misterioso deus Norse Od.
Freya tinha uma beleza espetacular conhecida por seu apreço para a música romântica e deslumbrante perfume floral. Este era o seu lado mais suave; ela era também conhecida como a deusa da guerra e morte.
Uma líder das Valquírias, ela era considerada a mais forte. Ela tinha o direito de reclamar metade das almas dos guerreiros corajosos que morriam em batalha. Realmente ia para o campo de batalha, ela iria reunir-los e levá-los para passar o pós-vida, em sua casa em perpétuo descanso e lazer. Uma mulher doce e generosa, ela sempre convidada as esposas ou amantes dos guerreiros a entrar e viver com eles.
A outra metade dos heróicos guerreiros, que pertencia a Odin, seria recolhida pelas Valquírias e conduzidos ao Valhalla onde eles foram capazes de viver em conforto e honra.
Ela também foi chamada a confortar aqueles que estavam morrendo, a fim de facilitar sua transição em Valhalla , servindo como uma guia e companheira na viagem para Valhalla Viking para muitos heróis que tinham morrido nobremente.


Fenris, Fenrir, ou ainda Fenrisulfr, é um lobo monstruoso da mitologia nordica. Filho de Loki(irmão de criação de Odin) com a giganta Angrboda, tem como irmão Jormungand (a serpente de Migard) e Hel (a Morte).
Acorrentado pelos deuses até o advento do Ragnarok
(O Destino Final dos Deuses), Fenrir se solta e causa grande devastação, antes de devorar o próprio Odin (O Supremo deus Guerreiro), sendo morto, posteriormente, pelo filho do grande deus, Vidar , que enfiará uma faca em seu coração (ou rasgará seus peitos até o maxilar, de acordo com um diferente autor).
Fenrir tem dois filhos, Hati
(ódio) e Skol. Os dois filhos perseguem os cavalos Árvakr e Alsviðr, que conduzem a carruagem que contém o sol. Hati também persegue Mani, a lua.
Somente o deus Týr
era audaz o bastante para alimentar o monstro crescente. Os deuses temiam pela força crescente do lobo e pelas profecias de que o lobo seria sua destruição.
Eles amarraram o lobo com os grilhões macios, mas, dessa vez, quanto mais Fenris-lobo puxava, mais Gleipnir apertava-se em seu pescoço. Furioso, ele fechou vigorosamente suas enormes mandíbulas e decepou a mão do deus.
Tyr ainda teve a oportunidade de se vingar colocando uma espada na boca do lobo para que ele não fizesse tanto barulho.
Mesmo sabendo que chegaria um dia em que Fenrir se libertaria e traria morte e destruição a todos eles, os deuses não o mataram. "O que tem de ser, será", disseram.

Nenhum comentário:

Troca de Banners troca de banners link e divulgação de sites site gratis Bolsa de Valores Bovespa Ibovespa