Bookess
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
Pesquisa personalizada

28/03/2012

ARTESANATO É ARTE?

Alfonse Mucha - Art Nouveau

O ARTESANATO é a transformação da matéria-prima em objetos úteis, quem realiza esta atividade denomina-se artesão, este reproduz objetos que chegaram até ele através da tradição familiar ou cria novos de acordo com suas necessidades.O Artesanato apropria-se da cultura para trabalhar, dentro da matéria, a questão da produção do objeto e de sua venda. O fazer, o fazer repetitivo aliado à questão da sobrevivência. O artesão possui sua habilidade mas se apropria da matéria da forma mais simples. Esta maneira ligada diretamente à questão da tradição.

A ARTE se apropria da mesma cultura mas já usa esta linguagem de uma outra maneira.

A diferenciação entre Arte e Artesanato dá-se então na forma como que apropriam-se da cultura.

A linguagem utilizada é que fará a diferença.

O conhecimento reflexivo, presente em todo ser humano, é o que origina a produção artística. A Arte nasce como meio de compreender e expressar os sentimentos a respeito do mundo em que vivemos. A vontade de superar apenas a existência biológica e migrar para o campo do conhecimento fortaleceu o homem para seguir ao encontro de produções que explicassem o sentido da vida. A fim de materializar o mundo das ideias e dos sentimentos, o ser humano vai criando aos poucos a Arte como a conhecemos hoje.

Então:

Artesanato — ligado a um sentido utilitário.

Arte — ligado a um conceito de expressão.

Algo que sempre questionamos quanto ao meio que usamos para comunicarmos ou dizermos por meio visual, tátil, auditivo nossas histórias, nossos recados para o mundo, ou mesmo registrarmos um momento dentro da trajetória da humanidade ou mesmo a nossa própria história, neste preciso momento. Somos marcados e traduzimos o que se passa.

Seria o momento para começarmos a entender melhor a arte contemporânea. Que é, na maioria das obras, de vida superficial e resumida a um tempo curto de existência. Jamais haverá uma Monalisa contemporânea, então nos perguntamos o que sobrará para aqueles que entrarem em contato com a arte deste tempo, daqui há 500 anos? Essa nessecidade ho ser humano de deixar sua marca, ancestral desde o tempo das cavernas, está ganhando outro valor, um aspecto que hoje, ainda não é reconhecido nem vivenciado, apenas escarnecido, adulterado, rapinado.

Além das lamentações a ARTE propriamente dita, nos dias de hoje, é a dinâmica e a vivência, a desconstrução e reconstrução, está através de conceitos vivos que permanecem no dia a dia e transformam a vida das pessoas, é um tipo de MARCA diferente, a qual se fazia há 500 anos.


Ah... mas quando surgiu a revolução industrial, tudo mudou, porque com novas ferramentas e uma necessidade maior de criar e em uma velocidade ainda maior produzir, as pessoas começaram a misturar os conceitos, para tornar o dia a dia mais estético ou até mesmo um olhar mais crítico à esta mesma velocidade. Então, surgiram inúmeros movimentos artísticos onde a imagem acima demonstra com clareza, e uma delas é a Art Nouveau "arte nova" em francês também Arte nova, foi um estilo estético essencialmente de design e arquitetura que também influenciou o mundo das artes plásticas. Era relacionado com o movimento arts and crafts e que teve grande destaque durante a Belle époque. nas últimas décadas do séc XIX e primeiras décadas do séc XX.

Nenhum comentário:

Troca de Banners troca de banners link e divulgação de sites site gratis Bolsa de Valores Bovespa Ibovespa